Lei da Oferta e da Procura: tudo o que você precisa saber

5/5
lei-da-oferta-e-da-procura-tudo-o-que-voce-precisa-saber.jpg

A lei da procura e da oferta é uma ocorrência que define o custo das mercadorias. Vamos explicar melhor:

Em suma, no momento em que existe muita oferta, os preços diminuem e quando aumenta a procura por um produto os preços aumentam.

A lei da oferta

A oferta revela o quanto o mercado pode oferecer. Por exemplo, durante a greve dos caminhoneiros, não havia combustível no posto de gasolina. Portanto, a lei da oferta se aplica à quantidade de gasolina que será vendida a um preço específico.

A elasticidade-preço de frutas e vegetais permanece inalterada porque as safras são muito afetadas pelas condições climáticas. Frequentemente, os fabricantes acabam tendo que vender seus produtos a preços mais altos para compensar suas perdas.

Vários são os fatores que determinam a oferta, tais como: capacidade de produção, custos de produção (como mão de obra e materiais), concorrência, disponibilidade de materiais, clima, etc.

A lei da procura

Procura ou demanda, se refere a quantos produtos ou serviços são necessários. A demanda está relacionada à relação entre preço e quantidade demandada.

Ou seja, o número de produtos que as pessoas estão dispostas a comprar a um determinado preço.

De acordo com a lei da procura, se todos os outros fatores permanecem constantes (como os citados na lei da oferta), quanto mais alto for o preço de uma mercadoria, menor será a demanda por essa mercadoria.

Simplificando: quanto mais caro o produto ou serviço, menor é a demanda.

Agora, o que fazer se houver muito mais demanda ou oferta do que o planejado? É o que veremos a seguir, confira:
Excessos de procura e demanda, o que fazer?
O excesso de demanda ou oferta é algo negativo para o mercado, e portanto, é imprescindível que se busque equilíbrio nessas áreas, vamos ver o que pode acontecer no caso do excesso de procura.

Excesso de procura

Vamos supor que uma empresa precifique uma caneca pelo preço de 20 reais, e coloque apenas 40 canecas disponíveis para a venda.

Porém, a procura por essa caneca é mais alta (80 unidades) e aí acontece o excesso de demanda, quando a demanda é maior do que a oferta.

Então, para que se equilibre essa situação, o preço das canecas vai aumentar em razão do excesso.

Com isso, a procura pela canecas consequentemente diminui e a empresa pode baixar o preço novamente, encontrando equilíbrio entre os dois pontos.

Excesso de oferta

Vamos fazer uma outra suposição para o caso do excesso de oferta: Imagine que o mercado tenha encontrado o preço médio para o açúcar por 12 reais, sendo um item de alta procura e de fácil acesso pelo preço baixo.

Caso o mercado aumente o valor do açúcar 3 vezes mais, consequentemente muitas pessoas desistirão de comprar açúcar, e isso faria com que tivesse um excesso de mercadoria.

Com isso, a tendência do mercado é baixar o preço, para se encontrar o equilíbrio.

Aliás, não podemos esquecer que pode vir a acontecer também o excesso de mercadoria, que é quando a mercadoria está parada no estoque, não está sendo vendida. Nesse caso, seu preço também tende a diminuir.

Por fim, agora que você sabe o que é a Lei da oferta e da procura e já entendeu os impactos que elas podem causar no seu negócio, te convido a visitar o nosso site e conhecer os recursos do nosso sistema e para sanar todas as suas dúvidas, entre em contato conosco.

Gostou do conteúdo? Compartilhe com alguém que precisa ler:

Leia também:

"Conhecimento gera liberdade!"

Este blog é criado e mantido com carinho pela equipe da Sismais.
Acompanhe as novidades do Blog nas redes sociais:

Mais Vistos

Posts Recentes

Diferença entre TEF e POS

Ao possuir um estabelecimento, é importante que os métodos de pagamento sejam variados e acessíveis aos clientes, não é mesmo? Por isso, um dos meios

Fidelizar cliente
Dicas essenciais para fidelizar clientes

Os clientes são, sem dúvidas, peças essenciais para o crescimento de qualquer empresa. Afinal, são eles que ditam o faturamento de uma organização e, consequentemente,

Cadastre-se para receber nossas novidades por e-mail!

Receba nossos e-mails sobre negócios, tributação, finanças, estoques e outros…

Prometemos não enviar SPAM.