Diferença entre TEF e POS

5/5

Ao possuir um estabelecimento, é importante que os métodos de pagamento sejam variados e acessíveis aos clientes, não é mesmo?

Por isso, um dos meios mais utilizados para disponibilizar a compra por cartões é o POS, a maquininha de cartão. Mas você sabia que existe também o TEF, um sistema responsável por realizar a integração entre vendas que utilizam cartão e o sistema de ponto de venda?

Neste artigo, iremos explicar o que são ambos e quais suas diferenças. Boa leitura!

Conhecendo o TEF

O TEF ou Transferência Eletrônica de Fundos, funciona também com uma maquininha como o POS, porém, essa máquina é fixada ao caixa e com conexão direta a um computador.

No momento que se faz uma venda com o TEF, o caixa faz o cadastro dos produtos no sistema de ponto de venda e no momento do pagamento o sistema revela o valor a pagar, onde então o cliente coloca o seu cartão na máquina e digita sua senha para finalizar a transação.

Sendo recomendada para varejistas ou locais com maiores transações, esse sistema permite a seleção de diversas bandeiras de cartões para trabalho, diferente do POS que nesse quesito é mais limitado.

A partir das adquirentes que serão contratadas, você consegue pelo TEF fazer o registro das taxas de qualquer bandeira, necessitando de apenas uma máquina para a aceitação de vários cartões e assim economizando nas taxas.

Um fator interessante é que o sistema do TEF retira de forma automática do estoque a quantidade dos objetos comprados pelos consumidores, além de incluir os valores no controle financeiro do negócio, facilitando e muito o monitoramento.

Conhecendo o POS

O POS, sigla para “Point of Sale” em inglês e “Ponto de Venda” em português, são as clássicas máquinas portáteis de cartão.

Elas são recomendadas para estabelecimento menores exatamente pelo seu fator portátil, que garante maior facilidade no transporte e também apresenta um preço mais acessível para aluguel ou compra.

Para quem trabalha com delivery, isso é um ótimo atrativo, podendo levar até a casa do cliente um meio mais acessível para pagamento.

A máquina precisa ter conexão com a internet, e após isso o cliente insere o cartão e digita a sua senha para completar a transação, imprimindo um comprovante logo após.

Porém, um dos seus problemas está na necessidade de adquirir diversas máquinas, já que cada uma delas possui um fornecedor diferente (adquirente) e taxas diferentes, não possuindo também uma automação de registro de vendas, o que precisa ser feito de forma manual.

Qual escolher?

Ao decidir entre o TEF e POS, é preciso verificar quais necessidades você possui em seu estabelecimento. Caso o seu foco seja nas entregas ou seu estabelecimento seja menor e também tenha essa modalidade, talvez o POS ofereça mais benefícios.

Se o seu faturamento é alto, necessitando de um melhor controle de estoque e também de entrada de crédito, o TEF com seu sistema de automação pode ser uma alternativa bem mais interessante.

De qualquer forma, é importante que você tenha um sistema de gestão para varejo, conheça o que a Sismais pode fazer para o seu estabelecimento, otimizando processos e solucionando todos os seus problemas. Visita o nosso site e saiba mais!

Gostou do conteúdo? Compartilhe com alguém que precisa ler:

Leia também:

"Conhecimento gera liberdade!"

Este blog é criado e mantido com carinho pela equipe da Sismais.
Acompanhe as novidades do Blog nas redes sociais:

Mais Vistos

Posts Recentes

Diferença entre TEF e POS

Ao possuir um estabelecimento, é importante que os métodos de pagamento sejam variados e acessíveis aos clientes, não é mesmo? Por isso, um dos meios

Fidelizar cliente
Dicas essenciais para fidelizar clientes

Os clientes são, sem dúvidas, peças essenciais para o crescimento de qualquer empresa. Afinal, são eles que ditam o faturamento de uma organização e, consequentemente,

Cadastre-se para receber nossas novidades por e-mail!

Receba nossos e-mails sobre negócios, tributação, finanças, estoques e outros…

Prometemos não enviar SPAM.